208942083608532
 
  • Estratégia Parlamentar

Cores para campanha e pré-campanha eleitoral: O que você deve saber


Tire suas principais dúvidas sobre o uso de cores em campanha e pré-campanha e saiba quais cores serão mais utilizadas nas campanhas eleitorais em 2022!


Uma das coisas que pode fortemente distinguir uma marca é a sua cor, basta eu perguntar pra você qual logo de refrigerante tem como sua cor o vermelho e branco.


Com certeza você pensou Coca-Cola. Na política não é diferente, principalmente quando pensamos em partidos: PT, NOVO, PSL ( que agora forma o União Brasil após a fusão com o DEM) todos tem cores bem demarcadas na memória das pessoas e na própria comunicação política.


Para alguns políticos de oposição ao PT, é inadmissível usar vermelho em sua própria comunicação, mesmo que em detalhes.


Alguns inclusive evitam até essas cores em seu guarda-roupas. E isso mostra o quanto as cores também impactam a emoção das pessoas.


Já vi políticos chamar a atenção da sua equipe, por usar um detalhe vermelho em seu card que em nada tinha a ver com o Partido dos Trabalhadores.


Saber que as cores afetam as emoções das pessoas é o primeiro passo para escolher a sua cor.

Por isso antes de pensar em tendências é preciso pensar que um político é uma marca e suas cores também são ativos para sua construção e associação da sua imagem na cabeça do eleitor.


Tenho certeza que você estranharia ao ver Bolsonaro usando uma bandeira vermelha ou em uma foto com fundo totalmente vermelho.


Percebe a sutileza e ao mesmo tempo a força de uma cor, quando ligada à política?


Mas muitos políticos e assessores de comunicação, ainda tem dúvidas sobre o uso de marcas, cores, signos e slogans na pre-campanha, campanha e em relação ao seu partido.


As principais delas são:


Devo usar a mesma cor do partido?

Tenho que mudar as cores na campanha e na pré-campanha?

Preciso fazer uma nova logo?


A decisão sobre esses assuntos não vem de hoje e sim de 2018, onde o ministro Luiz Fux modulou a decisão e traçou alguns filtros e parâmetros para definir o que é e o que não é a propaganda antecipada.


Na decisão dentre vários pontos, temos o seguinte:


"A punição a partir de "elementos extrínsecos da mensagem" revela-se, concessa venha, triplamente equivocada, seja porque (i) é inequívoca a mensagem legislativa quanto à opção da proibição exclusiva do pedido de voto explícito, seja porque (ii) o intento implica a assunção de uma postura acentuadamente intrusiva e tutelar por parte da Justiça Eleitoral, incompatível com o espírito da autodeterminação do eleitor, seja, finalmente, porque (iii) a postura parte de uma percepção falaz quanto à real capacidade de convencimento assumida por nuanças e símbolos comunicativos, amparando-se, de consequência, em uma evidente sobrevaloração da determinância cognitiva atribuída a cores, palavras de ordem, slogans e brandings políticos.


A decisão segue ainda de forma mais direta:


(iii) insere-se no conceito de pedido explícito o uso de expressões que lhes sejam, a toda evidência, semanticamente semelhantes, mas não o recurso a brandings, signos políticos distintivos ou quaisquer outros elementos extrínsecos à mensagem;


Agr-AI-9-24/2018 TSE


*Esse trecho do texto teve orientação da advogada eleitoral Dariane Hadad, que ministrou uma aula sobre o tema em nosso curso de anúncios políticos.


Percebe-se, por meio da decisão que CORES, logos distintivas e slogans DESDE QUE NÃO TENHAM PEDIDO EXPLÍCITO DE VOTOS, fazem parte da construção da marca política.


Então para ser bem explícita e responder a pergunta se pode usar as mesmas cores em campanha e em pré-campanha, a resposta segundo a decisão do Ministro Luiz Fux é sim.


Do mesmo modo o uso de cores do partido. Você deve saber que as cores devem fortalecer a sua marca política e usar ou não a cor do partido é escolha sua e não uma regra.


De qualquer modo, o que oriento você consulte o corpo jurídico do político para ter um alinhamento interno entre equipe de comunicação e seus advogados.


Agora voltemos ao significado das cores para fortalecer a sua mensagem pois é muito importante entender que elas também são fortes aliadas da comunicação.


Isso sem contar que manter as mesmas cores, além de fortalecer sua marca, ainda confere maior profissionalismo na construção de designs e conteúdos quando se tratar da sua comunicação e marketing político.


E justamente por isso, alguns fatores são essenciais na escolha da cor e que vão além do gosto pessoal do político. Confira as perguntas que você precisa saber antes de decidir suas cores:


- Busque todos os significados dessa cor, saiba o que ela representa de positivo e de negativo e veja se esses significados estão alinhados com a mensagem implícita que você quer passar.


- Analise a tendência de cores para saber exatamente qual é o tom que você pretende usar. Um azul por exemplo, pode ter uma infinidade de tons que passam mensagens diferentes.


Após escolhida a cor a dica é saber exatamente o seu código para não correr o risco de usar vários tons em uma mesma comunicação de forma não intencional.


- Tenha clareza da influência da cor em sua base eleitoral. Elas influenciam? Não tem tanta importância? Saber o que o seu futuro eleitor pode pensar ao ver suas cores ajuda a ter mais segurança na hora da decisão.


Não esqueça que influências culturais também interferem na percepção de cor.


Para 2022, a tendência serão cores que já são bem conhecidas no Marketing e na Comunicação política, a diferença estará no TOM escolhido para passar a emoção que se deseja por meio desses elementos.


Confira as cores que serão mais utilizadas nas campanhas eleitorais em 2022:


VERDE

A escolha dessa cor se dará porque diversos tons, se adaptam bem a diversos tipos de comunicação digital. Isso sem contar que o verde é uma cor viva, que transmite renovação e crescimento.


LILÁS

Cor associada à espiritualidade, calma e serenidade, em tempos pós pandêmico a escolha dessa cor pode fortalecer a comunicação de políticos que pretendem passar esse tipo de mensagem.


AZUL

A força do azul está na versatilidade de tons e cada um deles confere uma mensagem. Sendo os mais claros passando a mensagem de harmonia e os mais escuros, de segurança.



CORES VIBRANTES

As cores vibrantes também podem ser uma aposta nas campanhas em 2022, por passar energia, reinvenção e renovação. O que muita gente espera para esse ano.



E agora que você já sabe o que é essencial para escolher as suas cores para fortalecer sua imagem e marca política, que tal revisar a sua estratégia de cores?


Outra dica importante é que após a escolha da cor, toda a sua equipe de comunicação deve saber seu código de cores (cada cor possui um código que evita que mude seu tom, tanto em peças impressas, quanto digitais).


O ideal é que se tenha um pequeno manual de uso de cores, mas se isso não for possível, tenha pelo menos os códigos guardados e que a equipe tenha acesso fácil caso precise consultar.


Um abraço e até breve!


294 visualizações