208942083608532
 
Buscar
  • Estratégia Parlamentar

A mulher que abre passagem na comunicação política

Bata na porta e peça para entrar, se disserem não, chute a porta e entre do mesmo jeito!


Certa vez li um livro chamado mulheres que abrem passagem, o livro conta a história de mulheres bem sucedidas que triunfaram em um mundo totalmente masculino. Ao ler a entrevista da Rosi, me lembrei imediatamente dessa obra. Continue a leitura e descubra por qual razão associei sua trajetória a esse livro.


Contar a história da Rosi Guilhen é, além de um riquíssimo material para incentivar mulheres que atuam com política, quanto um desafio pessoal em deixar de lado toda a emoção que é para mim compartilhar esse relato.


Rosi, que é uma das mais competentes coordenadoras de comunicação do Estado do Paraná, também foi a pessoa que acreditou em meu trabalho quando eu era apenas uma profissional em busca de uma oportunidade de mostrar resultados.


O que me impressiona nessa ariana pulso firme é além da generosidade, o senso crítico e a incrível capacidade de pensar por si mesma, obtendo assim resultados que muitos sequer sonhariam em conquistar.


Quando lhe perguntei por que ela aceitou contar a sua história, a resposta veio com a pergunta: Por que não?


O que imediatamente me fez lembrar a frase de Nizan Guanaes:


“Caminhe sempre com um saco de interrogações em uma mão e uma caixa de possibilidades na outra”.

Rosi, que tem por objetivo ser cada dia melhor no que estiver fazendo (essa aliás é uma das suas filosofias de trabalho), ela começa sua história dizendo que decidiu trabalhar com comunicação política porque queria ter uma profissão que pudesse fugir da rotina e acredito que acabou encontrando o que procurava pois, sabemos bem como é atuar com comunicação política e todas as suas particularidades.


Rosi Guilhen - Acervo Pessoal

Rosi é uma profissional versátil e com uma energia incrível, tanto intelectual quanto física, eu que tive a oportunidade de trabalhar com ela em uma campanha majoritária, garanto que tenho um pouco de autoridade para falar isso, porque vi na prática o quanto essa mulher não para.


O primeiro contato dela com a política, foi trabalhando em uma assessoria de comunicação de um banco ligado ao governo do estado.


Depois dessa experiência, Rosi trabalhou no Marketing da prefeitura de Curitiba e dali foi para a Assembleia Legislativa do Paraná.


Cada trabalho tinha um viés político, diferente do outro, o que lhe deu a oportunidade de exercitar seu poder de análise perspectiva e percepção crítica sobre várias abordagens e ideologias.


Atualmente, coordena a comunicação do Deputado Estadual Tiago Amaral (com mão de ferro e sempre aberta a ideias inovadoras que fortalecem a marca política do atuante deputado).


Ao lhe perguntar sobre qual seria o seu diferencial como profissional, Rosi foi categórica em dizer: Trabalhar em áreas diferentes da comunicação me ajudou a ter uma visão mais ampla.


Dos quase vinte anos de televisão (Rosi foi apresentadora e repórter de telejornais) ficaram muito da profissional que sou hoje: rapidez na tomada de decisão e execução, dividir as tarefas se há uma notícia quente, trabalhar com um olho no relógio sempre, como se ainda fosse entrar ao vivo.


Cada dia você acorda e começa do zero. Não importa se ontem você fez algo incrível, hoje você precisa batalhar se quiser ter resultado de novo.

E se ontem foi péssimo, você tem um novo dia para fazer diferente.


Cada dia um resultado, dependendo do seu foco, timing e agilidade. Com a assessoria de comunicação, veio o aprendizado de trabalhar em uma instituição do governo do estado, e com agências de publicidade, daí para especialização em marketing foi um caminho natural, assim como para a área de Marketing da prefeitura de Curitiba.

Cada campanha da prefeitura foi um grande aprendizado.


Em relação as dificuldades encontradas Rosi encara da seguinte forma:


Aprender sobre o legislativo é um desafio. Sobre a política e os políticos, outro desafio.


Eu digo que quem trabalha nessa área gosta de desafios porque é a “marca” mais difícil de ser “trabalhada”.


O que as pessoas falam dos políticos? Mais complicado ainda nos dias atuais onde polarizar ganhou o sentido de participar e exercer a cidadania.


Política é articulação, diálogo e construção. E não adianta virar as costas para a política, ela está em todas as decisões.

A pandemia trouxe mais esse aprendizado: a política faz parte da nossa vida e influencia muito a forma como vivemos, goste você ou não.


Quanto lhe perguntei, se pudesse dar um passo a passo para que as pessoas pudessem ter os mesmos resultados que ela, a resposta veio em forma de guia com 14 passos, possíveis, reais e sem fórmulas mágicas:


1. Não tenha receio de desafio; quanto maior, mais chance de você mostrar resultado.

2. Ninguém aprende no conforto.

3. Voe mais alto.

4. Se esforce muito para não errar, mas não tenha medo de tomar decisões.

5. Aprenda com os erros.

6. Eles só fazem sentido se você tirar aprendizado deles.

7. “Puxe o fio” até entender o processo que levou à decisão errada.

8. Assuma quando errar.

9. Tenha foco, estratégia e nunca tenha receio de rever toda a sua estratégia e se perguntar: e se eu estiver errada, qual seria o outro caminho? Se eu fizer tudo diferente, qual resultado poderia ter? Pensar que você pode estar errado não é fraqueza ou falta de confiança, é estratégia. Te obriga a se questionar.

10. Se você estiver gastando mais energia com algo no trabalho que não seja trabalho, faça alguma coisa.

11. Troque as pessoas, troque de emprego.

12. Movimente-se.

13. Nunca pense ou faça nada sem focar em resultado.

14. E trabalhe muito. Não sei como as pessoas conseguem ter resultado sem trabalhar muito, eu nunca consegui.


Sobre o desafio de trabalhar liderando uma equipe, Rosi deixou também conselhos valiosos sobre o que busca em profissionais que trabalham sob o seu comando:


Busque entusiasmo e curiosidade. Você ou alguém propõe algo e as outras pessoas têm outras ideias a partir daquilo e todos se empolgam.


Trabalhar com gente chata é muito chato.


Não escolha quem se conforma fácil com um não: não deu certo, não dá pra fazer…

Sempre pode existir uma solução, procurar por ela é o aprendizado.


Valorize quem não te deixa na mão. On é sempre melhor que off.

Não dê chance a pessoas que não são corretas e não gaste seu tempo com elas. Faça o possível para se cercar de pessoas leais, profissionais e entusiasmadas.


Se você seguir esses conselhos, aposto que terá sua vida profissional transformada!



99 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo